Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Governo conclui ciclo e prepara novos concursos para a Segurança

Publicado: Quarta, 06 Setembro 2017 09:10

Com a apresentação, nesta terça-feira (5/9), de aproximadamente 2,5 mil soldados e cadetes para a Polícia Militar, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), conclui um ciclo de concursos iniciado no ano passado. Desde então, foram realizados, pela Escola de Governo Henrique Santillo, certames para 2,5 mil policiais militares, 500 policiais civis, entre agentes e escrivães, e 440 bombeiros militares, todos já concluídos. “Nós praticamente zeramos a pauta dos concursos que estavam em andamento”, diz o secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita.

Desse total, já foram nomeados os aprovados nos concursos para Cadete e Soldado de 3ª Classe do Corpo de Bombeiros e Agentes e Escrivães da Polícia Civil. O resultado do certame da Polícia Militar, que ofereceu 2,5 mil vagas para Soldado de 3ª Classe e 80 de Cadetes, também já foi homologado. Cabe a própria PM os próximos procedimentos, como início do curso de formação. O único concurso para a Segurança Pública lançado em 206 que não está concluído é o de Delegado da Polícia Civil – suspenso após a própria corporação descobrir que alguns candidatos fraudaram as provas.

Joaquim Mesquita esclarece que, entre os fatores que contribuíram para a agilidade da tramitação dos concursos, está a exclusão de cadastro de reserva e a baixa judicialização dos mesmos. “Em menos de um ano, publicados os editais, realizados as provas e publicamos os resultados”, diz o secretário.

Ainda este ano, novos concursos para a Segurança Pública devem ser realizados. A Polícia Militar, por exemplo, já recebeu autorização do governador Marconi Perillo para abrir mais vagas para Soldado de 3ª Classe e Cadetes. O Procon-Goiás, órgão de defesa do consumidor, também abrirá vagas na área de fiscalização.

Segurança e educação

Além dos concursos do ano passado, no último ano a Segplan também concluiu concursos realizados desde 2014. A Polícia Civil, por exemplo, teve 105 papiloscopistas nomeados. A Polícia Técnico-Científica nomeou 410 profissionais, entre peritos criminais, médicos legistas e auxiliares de autópsia. Houve casos, inclusive, de aproveitamento do cadastro de reserva. Como no caso da Administração Penitenciária, cujo concurso ofereceu 305 vagas, mas 358 foram empossados.

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) foi outra instituição que recebeu ingresso de novos servidores concursados. O concurso para Analistas de Gestão Administrativa e Assistente de Gestão Administrativa ofereceu 500 vagas – 452 já foram nomeados. Além dos concursos, também foram realizados processos seletivos simplificados para a Secretaria da Educação, Cultura e Esporte (Seduce) que, no total, aprovaram 5,9 mil candidatos.

Comunicação Setorial – Segplan

registrado em:
Fim do conteúdo da página